Keyword stuffing: qual a densidade ideal de palavras-chave?5 min read

Rodrigo Botinhão

In Marketing Online, SEO Avançado Posted

Como se sabe, a densidade de cada palavra-chave é muito importante em critérios de SEO pois, por meio dessa informação, é possível saber quantas vezes um mesmo termo aparece no texto. Mesmo muitos ainda não acreditando na importância dessa informação, ela é muito relevante ao identificar o quanto de qualidade existe em um conteúdo.

O cálculo a ser feito consiste em dividir a quantidade de vezes em que a palavra-chave aparece no texto pelo total de palavras existentes e, em seguida, multiplicar esse valor por 100. Exemplificando:

• a palavra-chave aparece quatro vezes em um texto produzido com 800 palavras;
• logo, o cálculo a ser feito é 4/800*100,
• portanto, a densidade da palavra-chave será de 0,5%.

Porém, tendo com base esse cálculo, muitas pessoas faziam uso de uma estratégia denominada keyword stuffing para acrescentar palavras-chave em um texto com o intuito de fazer determinada URL ficar bem posicionada no Google, desconsiderando quaisquer critérios de qualidade do post.

O Google, por sua vez, ao descobrir essa tática de black hat, começou a punir todos os sites utilizadores deste recurso, ignorando os demais critérios de SEO. Dessa forma, os robôs desse buscador eram capazes de identificar irrelevâncias presentes em um texto

densidade keyword stuffing

O que é keyword stuffing?

Basicamente, o keyword stuffing é uma técnica de black hat em que o redator inseri palavras-chave em um conteúdo apenas para deixá-lo bem rankeado nos principais buscadores. Contudo, como mencionado acima, a partir do momento em que o Google percebeu essa estratégia, um robô começou a ler todos os conteúdos e punir aqueles com palavras-chave inseridas aleatoriamente. Por exemplo:

• seu site possui como foco principal a compra e venda de imóveis apenas em cidades do interior de São Paulo;
• contudo, o maior volume de pesquisa feita no Google diz respeito às propriedades situadas no Rio de Janeiro;
• logo, tendo em mente um maior alcance de público, você cita o estado fluminense aleatoriamente em um texto sobre um apartamento construído em Bauru,
• o Google, percebendo a anormalidade existente no post e a estratégia de black hat adotada, pune a URL deixando de indexá-la.

Como fazer um bom uso de palavra-chave?

Apesar de não existir a informação de quantas palavras-chave são essenciais para uma boa indexação, o redator deve ter uma noção básica de como usá-las adequadamente em um texto. Ao escrever um post, é preciso ter em mente que o conteúdo não só será lido pelo seu público-alvo, como também pelo Google.

Por esse motivo, verifique quais palavras são importantes a ponto de ser bem posicionada por esse buscador e aparecer nos primeiros resultados de pesquisa. De acordo com pesquisa do ImFORZA, 75% dos usuários não clicam em URLs posicionadas da segunda página em diante, porque nelas estão os conteúdos considerados de baixa qualidade e não-confiáveis.

Diante dessas informações, pode-se chegar em um consenso sobre o quanto é importante produzir conteúdos capazes de despertar o interesse do leitor e, ao mesmo tempo, de qualidade. Nesse ponto, cabe mencionar a inserção natural de um termo chave ao longo de um conteúdo, sem deixá-lo forçado aos olhos dos buscadores e do usuário.

Voltando ao exemplo dos imóveis, um post que possivelmente convencesse o leitor a ler todo o seu conteúdo é sobre as melhores cidades para se viver no interior paulista. Inserindo a palavra-chave corretamente, é possível falar um pouco sobre cada município e as opções de empreendimentos disponíveis nessas regiões.

Cuidados básicos com a utilização de palavras-chave

Mesmo inserindo naturalmente a palavra-chave em um conteúdo, é preciso tomar cuidado com a quantidade de vezes em que ela é repetida ao longo do texto. O ideal, por exemplo, é posts com 800 palavras terem, em média, quatro vezes o termo principal escrito, sendo fundamentais suas menções no primeiro e último parágrafo.

Caso um termo seja inserido em todos os parágrafos apenas para o Google posicioná-lo bem, um grande equívoco está sendo feito! Geralmente, o buscador acaba punindo todos os posts com essa característica, derrubando sua posição na SERP (Search Engine Results Page) e, em alguns casos, deixando até de indexar aquela URL.

Recomenda-se portanto, que a densidade da palavra-chave em um conteúdo fique entre 1 e 3%. Conteúdos com maior porcentagem possuem fortes chances de receberem uma “bronca” do Google por serem considerados keyword stuffing. Além disso, lembre-se sempre de produzir conteúdos de qualidade capazes de despertar o interesse dos leitores.

Faça uso da densidade de cada palavra corretamente

Algumas pessoas acreditam que a densidade de uma palavra-chave no texto não é nada importante em critérios de SEO ou, ainda, é o item mais importante a ser levado em consideração. Muito pelo contrário, essa é apenas uma das estratégias como qualquer outra a ser usada durante o processo de otimização de conteúdo.

Para evitar o uso repetitivo de um mesmo termo, recomenda-se o uso de palavras secundárias ou o chamado campo semântico. No caso de imóveis no interior, pode-se usar “apartamentos no interior”, “imóveis à venda no interior”, “comprar apartamento no interior”, etc.

É fundamental deixar o Google passar o robô em seu conteúdo e nele não detectar nenhum termo usado forçosamente em uma página, comprovando sua qualidade. Ainda, lembre-se sempre: quanto mais simples e objetivo for um texto, melhor será compreendido pelo leitor.

Evitar o keyword stuffing é apenas uma das tarefas feitas pelos profissionais da Gear SEO ao produzirem o conteúdo dos clientes. Por definirmos todas as etapas de estratégias de otimização internamente, somos uma das mais conceituadas empresas do ramo. Por isso, não perca mais tempo e entre em contato conosco para conversarmos sobre o assunto!

0 Comments

Leave a Comment