Gray Hat

O gray hat é um termo que não se originou no SEO, mas no universo hacker.

Google Trends

O gray hat é um termo que não se originou no SEO, mas no universo hacker. Nesse sentido, a denominação era usada para diferenciar os hackers bons e maus. O gray hat surgiu juntamente com as expressões black hat e white hat.

O black hat representa as técnicas maliciosas e abusivas, aproveitando-se de brechas dos algoritmos. Por outro lado, o white hat consiste em técnicas positivas e que são válidas para os mecanismos de busca. Entre as duas técnicas está o gray hat.

Black hat e White hat

Primeiro é necessário entender o que são black e white hat, pois o gray hat é uma junção dos dois. O black hat consiste em técnicas mais agressivas, enquanto as de white hat são mais aceitas.

Todas as técnicas podem ser punidas, sendo que a diferença principal entre elas é quando isso irá ocorrer. A cada atualização dos algoritmos, as regras mudam. Então, o que em um momento era aceito depois pode ser punido.

Em uma atualização do Google Panda, por exemplo, o uso de link farm — que antes era considerado gray hat — passou a ser visto como black hat e, portanto, punível. O link farm consiste em ter uma rede de sites, para que eles troquem links entre si, visando aumentar a visibilidade nos buscadores.

Práticas de Gray hat

Entre as práticas de gray hat estão conseguir ou criar links desnecessários para o conteúdo, publicar notícias falsas para atrair o público e comprar domínios inativos, além de seguidores para as redes sociais. Os domínios de busca enxergam essas medidas com certa desconfiança, por envolverem questões éticas.

Entretanto, as punições para quem faz gray hat costumam ser mais brandas, em relação ao uso de black hat. Dificilmente, o site com gray hat será banido, o que acontece com bem mais frequência para quem utiliza as técnicas maliciosas.

O gray hat é uma medida de transição, utilizada por pouco tempo. Caso seja feito o contrário, isto é, a técnica fique muito tempo no ar, ela corre o risco de ser considerada black hat.

Cuidados com o Gray hat

Em boa parte das vezes, é possível evitar o gray hat ou buscar alternativas para o seu uso. Mesmo que essa prática não seja tão prejudicial quanto o black hat, todo cuidado é pouco para não sofrer punições.

Não vale a pena, por exemplo, disfarçar o site e direcionar o público para outra página. Isso viola as regras dos buscadores e faz com que o endereço perca credibilidade entre os visitantes.

A compra de links também é uma prática não aconselhável e que pode gerar punições. Nesse sentido, se a página for pega pelo motor de busca, todo o custo investido poderá ter sido em vão.

Nas redes sociais, a compra de seguidores até pode parecer uma boa ideia, por aumentar a popularidade do canal ou página. Porém, esse público não é real e não garante o engajamento de fato. Quando os consumidores perceberem isso, a marca corre o risco de perder credibilidade e reputação.

Ao trabalhar SEO, compensa mais utilizar apenas técnicas de white hat. Essas práticas ajudam a rankear melhor o site, de maneira honesta e sem perigo. Entre os exemplos de white hat estão o link building, a produção de conteúdo qualificado e a otimização das páginas.

A única desvantagem é que o white hat pode não apresentar resultados tão rapidamente. Mas, isso não pode ser um impeditivo para deixar de aplicar a técnica. O que importa, realmente, é fazer um trabalho de qualidade para que os frutos sejam mais duradouros.

Vamos conversar?

Cadastre-se e enviaremos para você uma análise gratuita dos aspectos básicos de SEO no seu site com dicas rápidas.

Enviaremos para você algumas recomendações básicas de SEO que ajudarão a entender melhor o processo além de conhecer um pouco mais sobre a Gear SEO.

Campos com * são necessários

(opcional)

(opcional)

Conte-nos mais sobre os trabalhos de SEO ou Marketing Digital que você já fez com a sua empresa.

Quero receber novidades da Gear SEO